Janela e corredor

Postado em Atualizado em

Quero janela...O vigor, o entusiasmo e a impetuosidade da juventude são admiráveis. A força para fazer acontecer, a vontade de que aconteça e a ousadia para viver são marcas desejáveis de qualquer jovem. O espaço de suas acontecências é delimitado pelo tempo de sua emergência. O jovem decide que quer e é pá-pum.

Como um meia-idade, andei refletindo sobre o fato de o espaço e tempo serem categorias relativas. Aliás, como tudo na vida, cuja significação advém do contexto. Se para nós, quarentões, faltam os tais vigor, entusiasmo e impetuosidade nos graus hormonais da juventude, sobram outras características que a evolução darwinista nos trouxe e que são essenciais para compor aquilo que chamamos genericamente de experiência.

Em vez do vigor, a consistência. No lugar do entusiasmo, a prudência. Sai a impetuosidade, entra a racionalidade. Planejar minimamente vira a chatice do mais velho. Colocar seu foco no rigor e não no vigor muda de perspectiva as ações de quem cresceu e caminha para o entardecer da vida. Sugerir a canja de galinha para substituir as ações fast-food passa a ser recorrente para os da geração do fim dos anos 60 e começo dos 70.

Essa diferença é boa ou ruim? Nem uma coisa nem outra e as duas coisas. Como disse, é relativo. São modos de vida e dependendo da filiação de cada sujeito tomam o contorno e os adjetivos de bom ou ruim. Pensar no referencial do tempo imediato e no espaço contingente – ser jovem – faz com que qualquer planejamento ou pisada no freio das ações e decisões pareça ruim. Falar do lugar do tempo mediato e do espaço delimitado como categorias para decidir – ser quarentão – leva a avaliar qualquer decisão rápida e não planejada como um movimento arriscado no xadrez da vida.

Estereótipos, claros. A vida reclama categorizações. Mas não há vida sem deriva. Daí a necessidade de ser e pensar de um jeito, mas não deixar que esse jeito seja responsável por um determinismo que congele os fazeres na vida ou a ponha em risco sempre. Há quarentões jovens e jovens quarentões. Isso não é necessariamente ruim. Precisamos circular, tanto os jovens quanto nós, os quarentões. Senão a vida fica chata demais.

Estou escrevendo esse texto a dez quilômetros de altura, segundo o comandante Oliveira. O avião balança. Estamos quase pousando em Manaus. Ao fazer o check-in em São Paulo, uma atendente –  jovem – perguntou se eu queria janela. Pensei e disse que preferiria corredor. Considerei a praticidade para circular e sair do avião mais rápido. Quando era criança, sempre queria viajar na janela, fosse do carro, do ônibus ou do avião. Nem que fosse para olhar as nuvens, de dia, ou as luzinhas vaga-lumes da cidade que crescia no pouso do avião, à noite.

É mais ou menos isso. Mudamos de lugar no avião da vida. Com ganhos e perdas. Posso ir ao banheiro sem obstáculos, mas não vejo as luzinhas. Ou vejo as luzinhas e dependo da passagem do obstáculo dos meus vizinhos de aperto de cadeiras do avião para fazer xixi. Hoje me reconheço no corredor. Ontem era mais janelinha. Tempos e espaços mudam. Confortam ou desconfortam.

Parece-me que o problema de posições são os fixismos. Sempre aquilo, sempre isso. Sempre aqui, sempre ali. O avião vai pousar. Resolvi que vou para casa com a janelinha do carro aberta, pegando vento na cara.

Anúncios

2 comentários em “Janela e corredor

    Larissa disse:
    09/05/2009 às 06:38

    Assume que vc tem medo de viajar na janela logo! Hahahahahahaha… bom eu mudei pro corredor por causa disso! 🙂
    Abraços!

    Paulo Medeiros disse:
    11/05/2009 às 18:47

    Olá professor, fui seu aluno lá na Uninorte. Talvez você não lembre de mim, mas hoje gosto de escrever por influência sua. Bom, quando percebi que penso três vezes antes de tomar uma decisão me levou a crer que sou quase um quarentão. Costumava dizer que a idade tava chegando, mas hoje digo que a idade já chegou. Rsrsr
    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s