Não sabe brincar? Não desce pro play!

Postado em Atualizado em

Já não é a primeira vez que uma pessoa pública sai do Twitter por estar descontente com os comentários que lê por lá. Como acompanhei a mais recente contenda ao vivo, resolvi pensar um pouco sobre o jogo de linguagem que acontece no Twitter. Tratou-se da saída da vereadora de Manaus, Mirtes Salles, depois de ver um tweet pornográfico postado por um vírus ser repercutido à exaustão pelos usuários do serviço. Quem não viu, aqui no site do Não, Senhor! tem um resumo.

Como qualquer lugar onde circula um grupo, o Twitter tem suas regras de linguagem. Quem não entra nessa ordem de discurso vira marginal, no sentido de ir para as margens do grupo, isso quando não é levado a cruzar a linha da exclusão mesmo, chegando até mesmo ao twiticídio. E quais seriam essas regras não escritas?

Ainda que careça de mais estudo, arriscaria dizer que o Twitter tem quatro regras básicas.

A primeira delas: o “sabe com quem está falando?” não funciona. Aliás, funciona inversamente. Basta um figurão se meter a besta para todos caírem matando. É como se os usuários lembrassem a ele que fora dali ele pode ter fama, dinheiro ou prestígio, mas que ali ele tem 140 caracteres como todo mundo. E se não souber usar com concisão piora tudo. Aliás, regra de ouro da linguagem: vista a roupa do ambiente. Querer ser sujeito de linguagem em lugares com relações assimétricas é pedir para ser considerado um transgressor. Experimente proferir um palavrão numa reunião de negócios ou corrigir o português de seus amigos de bar. É por aí. Encontrar o balanço da linguagem de um grupo é uma das características de uma pessoa fluente numa língua.

Regra número dois: No Twitter, bom humor é fundamental. Ninguém aguenta um chato rabugento, a não ser que isso faça parte do role que a pessoa construiu, como o @Cardoso, por exemplo. Por isso, é fundamental rir. E mais importante: desenvolver a capacidade de rir de si mesmo. Se a vereadora risse de seu tweet pornográfico e escrevesse algo como: “Ei, acho o Marcelo Ramos hackeou meu Twitter! Hahaha! Que diabo é isso! Alguém aí me ajuda!” talvez ela ainda estivesse usando o serviço para divulgar seus atos parlamentares, além de provavelmente ter conquistado a solidariedade alheia. Porque no Twitter a solidariedade vem com empatia.

Essa é a regra número três: as pessoas entram no Twitter basicamente para diversão e informação. Eventualmente se adere ao serviço para apreciar questões profissionais mais sérias. Interação é fundamental nesse jogo lúdico. Tweet bom é tweet que nos faz ficar leves, sorrir, aquele com que se ganha algo, aquele que dá vontade de retuitar. Responder tweets diretos aumenta o seu valor social no grupo que lhe segue. Não responder leva fatalmente a unfollow, mais cedo ou mais tarde. A regra é: o que eu tenho para oferecer a quem me lê? Se não tiver nada além do “Bom dia!”, como a @SandyLeah, você se limitará a seguidores inerciais, aqueles que lhe seguem porque você é famoso. Ah, você não é famoso? Bom, então ficará sem followers. Volte para o Orkut.

A quarta regra é a variedade. É preciso variar seus tweets. Tweets sempre na mesma esfera cronotópica (o mesmo campo, o mesmo assunto, as mesmas coisas, o mesmo tema) cansam. Seja sério (com humor), ria, informe, divirja propositivamente, tire sarro e saiba ser tirado. Mas evite  fazer somente uma dessas coisas o tempo todo. Ninguém aguenta monotemáticos. Nem no Twitter nem em canto nenhum do mundo.

O @realwbonner sacou as regras rapidamente e virou sucesso. Xuxa e Ronaldo Tiradentes não entraram no jogo. A Mirtes não soube rir de si e foi infeliz ao escolher uma das comentadoras mais agudas do Twitter manauara para responder de forma prepotente. Deu no que deu.

O bom usuário Twitter é o que consegue transitar nessas regras. Pode checar. Falhou numa delas, grandes são as chances de você ganhar uma hashtag. Deve haver outras regras discursivas. Quando voltar de férias, vou pesquisar mais sobre isso. Por enquanto, ficam essas.

Na linguagem, como na vida, a gente tem de aprender as regras do jogo. Até para piar tem regras. E aí, quem não sabe brincar que não desça pro play. Não é, @bia_abinader?

Anúncios

27 comentários em “Não sabe brincar? Não desce pro play!

    Lêda disse:
    28/12/2009 às 21:40

    Acho que daqui pra frente são atitudes/acontecimentos como esse que iremos presenciar, afinal muitos políticos/candidatos estão aderindo a essa nova forma de interação.

    Vivi Cariolano disse:
    28/12/2009 às 21:47

    Sem dúvida, um dos melhores posts que eu li [antes de encerrar 2009]. Parabéns. Vale um RT no texto inteiro ;****

    deco salgado disse:
    28/12/2009 às 21:50

    Pesquisa. Vale a pena algo com conteudo cientifico sobre o assunto.

    A priore parece besteira mas é uma ferramenta muito mal usada por empresas, políticos e instituições.

    O que você escreveu é certo.

    []’s
    deco

    Vanessa Marruche disse:
    28/12/2009 às 21:55

    Eu adorei o texto. Mesmo! Legal fazer essas observações, professor. Não saber dançar conforme a banda toca é um problema mesmo. Principalmente em ambientes como o Twitter. Gostei das reflexões que surgiram depois da confusão. Vou aguardar suas próximas observações. Um abraço.

    Kelly Marques disse:
    28/12/2009 às 22:06

    Excelente texto.

    danilo egle disse:
    28/12/2009 às 22:16

    ótimo post Sérgio! De fato a interação nesse tipo de rede social ainda não foi compreendida por todos. Mesmo não possuindo tanto parâmetros é possível seguir o senso comum e conseguir conviver bem com críticas e comentários de toda ordem.
    A vereadora foi infeliz.

    Emerson Reis disse:
    28/12/2009 às 22:18

    Amigo, escreverei justamente sobre um assunto que fecha perfeitamente com o seu, as listas interativas. É aí que descobrimos quem interage, quem vale a pena, quem é #fairplay, quem bloqueia, quem não coloca listas em seu BG. A vida é simples, o twitter mais ainda, mas tem gente que complica. Um abraço do amigo @merson

    JORGE disse:
    28/12/2009 às 22:31

    Adorei o texto explicativo prof., mas adorrei mesmo foi a confusão no twitter, rs. Adoro essa Mirtes Salles, por isso votei nela. : )

    JORGE disse:
    28/12/2009 às 22:35

    Tudo aconteceu por causa de um vírus peniano.

    JORGE disse:
    28/12/2009 às 22:37

    Com certeza a vereadora se assustou com aquillo. Não tiro a razão dela, caíram de pa.. nela, isso já aconteeceu comigo, sempre acontece pra quem é iniciante.

    JORGE disse:
    28/12/2009 às 22:44

    Vamos fazer uma campnha pra ela voltar pro Twitter: Volta Mirtes

    Camila Alves disse:
    28/12/2009 às 22:57

    Sérgio,
    Já dizia a minha mãe que “quem não pode com o pote não pega da rodilha”. Não só a Mirtes, mas várias pessoas públicas, na ânsia de passar uma boa imagem no Twetter, acabam errando a medida e o resultado é totalmente oposto. Tanto no Tweeter quanto em qualquer outro lugar, não gostamos de conviver com pessoas mal humoradas, não é?

    Carolina Coelho disse:
    28/12/2009 às 23:07

    Excelente texto! 😉

    Márcio Noronha disse:
    28/12/2009 às 23:07

    Excelente texto. Tem muita gente que considera que tudo que é postado no Twitter é uma ofensa pessoal direcionada especificamente a ela. Nunca vão entender o papel desta ferramenta democrática, interativa e, primordialmente, irreverente. Abraços.

    Daniel Goettenauer disse:
    28/12/2009 às 23:24

    Sérgio Freire,

    Muito bom o texto, que sirva como texto obrigatório para novos membros oriundos da política manauara.

    Twitter na sociedade « Daniel Goettenauer disse:
    29/12/2009 às 00:25

    […] Sérgio Freire […]

    Sérgio Armstrong disse:
    29/12/2009 às 00:57

    Após o embate, fiquei feliz em perceber que não se pode colocar cabrestos nos twitteiros como fazem com povo dando-lhes ranchos, sopas, paladinos e etc… saiba se comportar e terás vida longa por aqui! Twitteiro não é alienado! Parabéns a todos os que a ensinaram que Coronel de Barranco Cibernético não se cria por aqui!

    Berenice Corrêa disse:
    29/12/2009 às 01:02

    Sérgio, acho que até o Biz Stone,@biz, iria gostar muito dessa sua leitura sobre o Twitter, você captou perfeitamente a proposta da rede. Pena que muitas pessoas (públicas ou não) estão apenas “queimando seus filmes”. Estou até começando a ver certas celebridades com “outros olhos”. O Twitter é mesmo uma faca de dois gumes, se escolhermos o gume errado…
    Portanto, quem com as regras não souber lidar, melhor não twittar!
    Abraço.

    Yuri Santos disse:
    29/12/2009 às 08:35

    Otimo texto e concordo plenamente com essas 4 regras, o bom humor é fundamental.

    Ela foi infeliz, mas também devia ter sido mais esperta e ter revertido a situação.

    Marcelo Ramos disse:
    29/12/2009 às 08:48

    Parabéns Sérgio. Muito bom o texto. O twitter é o espaço da liberdade! Para sobreviver precisa de humor, paciência, tolerância e espírito democrático. Saber receber críticas, ser obrigado a responder perguntas que não gostaria e até relevar certos abusos deve ser obrigação de qualquer twitteiro, em especial, os que têm vida pública.

    d_ab disse:
    29/12/2009 às 11:32

    Excelente texto.
    Pra mim, o mais incrível é que todas essas regras deveriam ser básicas, mas não são. Como o Luciano Huck quando escreveu uma palavra errada em inglês e foi repreendido, ao invés de rir da situação quer sair por cima e com grosseria. Acabou errando de novo. Que venham mais famosos e pseudos-famosos…

    Adrienne disse:
    29/12/2009 às 12:36

    É professor, vou continuar aprendendo essas coisas com o senhor… continue sempre escrevendo…

    Fábio Fischer disse:
    29/12/2009 às 20:20

    Mais um post caprichado. 😉

    Haroldo disse:
    30/12/2009 às 19:51

    Mas convenhamos, todo político que nessa rede está aderindo, tem um único objetivo: conseguir votos e cabos eleitorais a imitar Barack Obama. Cito Marcelo Ramos e outros vereadores que aqui estão. Mas, como é um espaço democrático, temos que aturar esses políticos cara de madeira.

    Afonso disse:
    08/02/2010 às 00:22

    Eu prefiro o Verador Marcelo Ramos q fica de 4 pro Serafim e PSB

    @jordanegomes disse:
    24/05/2010 às 06:45

    just passing here to absorv this cool content..:D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s