Morada do Sol

Postado em Atualizado em

Teatro AmazonasManaus faz aniversário. Nasci aqui. Aqui cresci. Só saí daqui para estudar e morrer de saudades. Da tua gente, do teu calor, dos teus peixes, da tua murupi, do teu caos. Não, Manaus, apesar da boca banguela não te abandono como a Cidade Sorriso. Apesar do trânsito infernal, não me perco nos teus caminhos que, certamente, são os meus.

Não, minha nega, não sou daqueles que abre os olhos para apontar para ti mirando tuas cicatrizes, teu cabelo desgrenhado, tua fome de justiça. Porque esses que o fazem por proselitismo, hobby ou qualquer outra razão apontam o dedo para o lugar errado. A minha cidade tem sido vítima, mais do que algoz. A minha cidade tem sofrido desgovernos, desmandos, desabonos, desabrigo por pessoas que num desagravo desacanhadamente desacampam de suas terras, desadornam teus encantos, desacatam tua vergonha e desacorçoam tua gente. A esses, eu  desembainho despiedoso a minha espada. Que não fresquem contigo, maninha, que eu vou pra cima.

Inocente terra, minha terra. Muitos te inventam modas que não te pertencem. Travestem-ti de penas, luzes, brilho, quando tu querias o sossego da tua rede, dos teus igarapés gelados, da sombra das castanheiras que hoje rareiam em ti. Sei que crescer é inevitável. Sei que querer-te criança para sempre é ilusão. Mas que futuro te demos, moça? Que futuro te demos?…

Quero sempre ir no anseio de voltar. Ser aquecido pelo teu sol que renasce mais quente a cada manhã. Receber teu bafo quente no peito em sinal de carinho. Te reverenciar como fazem os dois gigantes das águas, que vêm se encontrar a teus pés em reverência. Quero tomar café na estrada, comer pupunha, tucumã com queijo coalho, tapioca de coco, tomar Guaraná Baré. Quero olhar sem fala teus monumentos, da época em que tu eras a debutante abastada. Teu teatro, teus palácios, tua memória, senhorinha.

Numa rede, numa quarta-feira, quero ler Aníbal Beça, Luiz Bacellar, Alcides Werk, Thiago de Mello, Milton Hatoum, Ernesto Penafort. Quero num sábado à tarde dançar ouvindo Paulinho Kokay, Raízes Cabocla, Pereira, Candinho e Inês, Eliana Printes. Quero olhar para os lados e perder a respiração vendo a arte de Moacir Andrade, Turenko Beça, Otoni Mesquita, Arnaldo Garcez, Berna Andrade.

Minha caboquinha, te agradeço por acolheres nos teus centenários anos as minhas décadas de memória, de saudade, de indignação, de felicidade, de tristezas, de alegrias, de orgulho, de decepção, de participação, de omissão por ti. E te desejo, do fundo do coração baré, maninha, o melhor dos futuros, porque no teu tempo e no teu espaço coloquei para brincar de manja, de barra-bandeira e queimada os meus bens mais preciosos: as minhas duas caboquiras, minhas filhas caboclas/capiriras, que, como o pai, chiam no “S” e gostam demais daqui. Porque, como diz o Aníbal Beça em sua bela poesia, mais do que morar em ti, tu é que moras na gente…

16 comentários em “Morada do Sol

    Rodrigo Araújo disse:
    24/10/2009 às 12:38

    Perfeito.

    Tenho certeza que é este o sentimento de todos que, assim como você, verdadeiramente amam esta terra…

    adrienne disse:
    24/10/2009 às 20:18

    eu tbm brinkei de manja, barra-bandeira e queimada! =)

    blogdokokay disse:
    25/10/2009 às 11:38

    Como sempre claro, objetivo e afetivo. Parabéns, mano. Obrigado por me incluir na trilha sonora da cidade. Minha relação de amor e ódio por Manaus fica restrita a minha casa. Ai de quem vem falar mal da minha morena. Beijo.

    Emerson Reis disse:
    27/10/2009 às 09:07

    Adoro Manaus, morei aí de maio a setembro de 2000, tive uma namorada farmacêutica por quem me apaixonei perdidamente. Não fiquei só de saudade de meus filhos. Muito boas oportunidades, até acostumei com o calor e fiquei moreno.

    Um abraço do @merson

    Céu disse:
    27/10/2009 às 09:38

    Puxa Velho, traduziste meu amor por essa caboquinha

    Rosa disse:
    28/10/2009 às 08:32

    Oi Serginho!
    Teacher, só você mesmo para rabiscar, soletrar e cantar tão lucida e ludicamente esta terra tão doce e tão quente no afeto como é Manaus. Com certeza são rabiscos e partituras feitas com o coração. Parabéns pelo texto. Saudades, profe. Abraços.

    Denilson disse:
    28/10/2009 às 11:16

    Minha morena bela, doce e quente. Não consigo me ver longe de ti.

    France Souza disse:
    24/10/2010 às 09:35

    Nasci em Parintins,mas estou aqui a 21 anos. Então essa cidade está em mim e eu estou nela.
    Adorei o texto. Falou tudo.
    Quisera que todos os filhos desta terra, tivessem o orgulho e respeito que voce devota a essa caboquinha.

    abraços
    France

    Thaís disse:
    24/10/2010 às 17:11

    Fico feliz de conhecer metade dos nossos artistas,e a outra metade de nome! Conhecer onde se vive é essencial! Amei o texto! Emocionante

    Martim disse:
    24/10/2010 às 17:16

    Esses desgovernantes despedaçam nosso desejo de enfim ver despertar para seu destino nossa cidade nota Dez! Déspotas desmiolados, desçam desse pedestal e, sem desculpas, enfrentem com destemor o desafio de fazer nossa cidade deslumbrante!

    Iago Luniere disse:
    24/10/2010 às 17:30

    Nossa, Manaus é essa menina que embreaga a gente. Manaus é a minha terra, que por mais longe que eu vá, sempre estarei com o desejo de voltar…

    Parabéns Manaus, parabéns Sérgio, por descrever tão bem os sentimentos manauaras.

    Maria Elisa disse:
    24/10/2010 às 17:45

    Lindo texto, belo presente à cidade!

    Paulo Medeiros disse:
    24/10/2010 às 21:59

    Dádiva divina de Deus! Parabéns maninhos, maninhas, Manaus. E você também professor por mais um belo texto.
    Abraços

    varall disse:
    15/11/2010 às 22:15

    Sumiu do Twitter? Pode voltar, bora!!!

    Cristiane disse:
    24/10/2011 às 14:34

    Linda mensagem que revela o encantamento por essa dama morena! Parabéns, belo texto!

    Sérgio Armstrong disse:
    24/10/2011 às 14:46

    Parabéns! Nossa Manaus é isso! Belo texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s