Um brinde à mulher!

Postado em Atualizado em

Hoje é o Dia Internacional da Mulher. Proposta: esqueça a guerra dos sexos. Vamos levantar a bandeira branca e fumar o cachimbo da paz. Fumar é politicamente incorreto, mas a paz urgente ameniza a desfeita. Então, saudemos as mulheres por seu dia.

Você já percebeu que não há o dia internacional do homem. Nem sequer o dia municipal.  Aqui fica a dica para os vereadores que nunca apresentaram nenhum projeto. Mas não estou reclamando. É que, por exclusão ou omissão, o dia do homem é todo dia. Pensando bem, então, o Dia Internacional da Mulher é um grande machismo.

Pensa aí, leitor, como dependemos da mulher. Para começar, uma nos pariu. Já é uma dívida de gratidão de uma vida, no duplo sentido. Fico lembrando quantas já me suportaram desde o berço até hoje, quantas aguentaram meus hábitos de enrolar cabelo e de não comer verdura, quantas me deram um frio na barriga de paixão, quantas misturaram calorzinho com o meu. Devo muito a cada uma delas.  A gente gosta e depende tanto das mulheres que chega até a casar com elas. Às vezes até três vezes, como eu. Elas são parte de nós. Elas “aspiram o segredo do mundo”, no dizer de Drummond.

Ainda que inseridos no simbolismo do sistema social – daí os parabéns -, temos que admitir que, ao contrário do que parece, a instituição de dias específicos tem um fundo discriminatório. É como se você precisasse ser lembrado de que algo existe: “Viva a mulher!”, “Não esquece do índio”, “Olha a consciência negra!”

Em vez de ser lembrada em um só dia não seria melhor reconhecer dos vera a sua presença nas relações sociais e ponto? Que tal tomar o Dia Internacional da Mulher e convertê-lo em trabalho igual, salário igual, direito sobre seu corpo e sua vida?

Há diferenças biológicas, é claro. Mas essas diferenças não podem subsidiar desigualdades no plano simbólico. Então, aproveito o espaço e repudio a covarde violência física ou psicológica contra as mulheres e a falta de respeito quanto à sua condição igual à condição masculina, embora com as deliciosas e bem-vindas diferenças biológicas. Proponho a mudança de “homo sapiens” para “gente sapiens”, combatendo um machismo que vem desde a época dos Flintstones. É um burro o homem que não se feminiliza para compreender melhor o universo feminino.

Já que há o Dia Internacional da Mulher, reflitamos. Pare e pense em como estamos inseridos no sentido de que os homens são melhores que as mulheres. Aceitamos isso porque naturalizamos o sentido herdado, histórico. É impossível ver a floresta quando se está muito perto da árvore. Recuemos e olhemos para os lados, encarando as mulheres de nossas vidas. Vamos chacoalhar o machismo “démodé” e aceitar que o homem depende da mulher tanto quanto a mulher depende do homem. Vamos aprender com elas, tirando proveito delas, sugando-as, literal e metaforicamente, naquilo que elas têm de melhor: ser mulher. E corramos para o abraço quente, deliciosamente suado e aconchegante de sempre.

Ponderações feitas, aproveito para mandar um beijo para minha mãe, minhas filhas, minhas irmãs, tias, amigas, alunas e ex-alunas, sobrinhas, cunhadas, primas, ex-namoradas, ex-mulheres, tuiteiras, facebookeiras e para você, leitora. Além, claro, para a mulher que me alimenta e sustenta, no sentido psicológico-afetivo, a Bia Eid, sem a qual simplesmente não dá. Afinal, quem você acha que vai lavar a bandeira branca e limpar as cinzas do cachimbo da paz depois que a festa acabar?

17 comentários em “Um brinde à mulher!

    Adrienne disse:
    06/03/2010 às 20:42

    Parece que ouvi o senhor falar! eheheh…
    Parabéns a nós mulheres!

    Northon disse:
    06/03/2010 às 21:07

    Sou homem, mas tomei a liberdade de ler seu texto. Excelente! essas “datas comemorativas” pra mim não passam de válvula de escape! p.s.: o final do texto é sensacional, admito que eu ri!

    Manoel Almeida disse:
    06/03/2010 às 21:18

    Ótimo Texto, mas mesmo com todo o cuidado ficou machista no último parágrafo. Pô Sergio, pelo menos dessa vez faz a limpeza da Casa!

    Cáu - Cláudia de Lucca disse:
    06/03/2010 às 21:28

    tem coisas que são de homem e tem coisas que são de mulher. ainda bem que elas se misturam.
    meu marido vai fazer almoço especial de dia das mulheres antecipado amanhã. e talvez eu lave o carro.

    Elisiane disse:
    06/03/2010 às 21:38

    Muito bom o texto,um brinde à nós mulheres!

    Nathaly Leite disse:
    07/03/2010 às 17:40

    Amei o texto Sérgio, muiito muitooo bom.
    Valeu pela homenagem a nós, mulheres 🙂

    Chrys Braga disse:
    07/03/2010 às 17:59

    Tim tim!!!

    Cyane Lima disse:
    07/03/2010 às 21:09

    AAAHHHH!

    O texto estava perfeito , mas o final deixou muito a desejar! Uma pena!

    Saudações,

    Cyane

    Dora Tupinambá disse:
    08/03/2010 às 07:30

    Sérgio, que entendimento fantástico. me senti homenageada. Que você ou pelo menos sua compreensão se espalhe entre os homens de boa e os de má vontade também.

    Dora Tupinambá

    @liinny disse:
    08/03/2010 às 08:47

    é bom ler textos, onde os homens expressam o que tem de melhor e muito além de tudo.
    Parabens e Obrigada.

    Gisele disse:
    08/03/2010 às 09:37

    Parabens pelo texto!
    Vê se pelo menos hj, lave a bandeira e limpe as cinzas!!!! rsrsrs

    Fanny barbosa disse:
    07/03/2011 às 21:44

    prof. Lindo texto, ficp feliz com sua sensibilidade em compreender o q realmente essa data significa.

    @keytyluyse13 disse:
    08/03/2011 às 00:12

    Eu quase não percebi o machismo. Mas o texto tá lindo. Uma pena que o sr não coma verdura. Muito feio isso..rsrs
    Abraços Fraternos

    Graciema tavares disse:
    08/03/2011 às 00:19

    Simplesmente: MULHER É O PODER!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s