Entrega

Postado em Atualizado em

Imensa coisa brilhante e bela,
Olhas-me e olho-te e penso nela.
Um brilho brilha tal qual sua luz,
A tez branquela que a mim seduz.

Subo, me elevo, quem me conduz?
Despem meu olhos, os deixam nus.
Flamejam raios, chamas de vela:
Já não sei mais se és tu, se é ela…

E o teu silêncio fala em mim,
À minha busca dita um fim.
Quero-te muito, quero-te nua!

Nem me perguntas, já digo sim.
Nem me chamastes, mas eu já vim
Para entregar-me a ti, ó Lua!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s