Falta

Postado em Atualizado em

O dia fica branco, brancura de neve,
A vida chora triste, queda menos rica,
O coração, outrora muito brando e leve,
Agora chora, chora, quase que suplica.

As lembranças boas: que a mente as eleve
Em tua memória a dor as sacrifica.
Seres que amamos, por que partem breve?
Teu semblante vivo nos meus olhos fica…

Te perdendo sempre, sinto uma dor louca,
Teu cheiro, tua voz, cada vez distantes,
Longe, que tristeza, nas horas defuntas…

Hoje, na distância, somos tateantes,
Teu gosto presente inda em minha boca
Traz-me uma certeza: almas sempre juntas…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s