Quem sou eu

Para informações acadêmicas, consulte o meu Lattes.

Sou professor e trabalho com linguagem. Como a linguagem está em tudo, gosto de falar sobre tudo.  47 anos, patinado pelo tempo.

Graduado em Letras (Ufam), Mestre me Letras (Ufam) e Doutor em Linguística (UNICAMP). Escrevi seis livros Citizen: inglês para cidadania,  Conhecendo Análise de Discurso, Amazonês e Redação: fundamentos e praxis, Microcontos e Análise de Discurso: procedimentos metodológicos. Dou aulas na graduação de Letras e no Mestrado de Letras  da Universidade Federal do Amazonas. Ando pelas redes sociais e escrevo por aí. Um dia largo tudo e vou viver para escrever.
E-mail: sergio_freire@uol.com.br


17 comentários em “Quem sou eu

    Antonio Luiz Boechat disse:
    26/02/2009 às 10:18

    Olá Sergio, sou amigo da Zuleica – o Boechat. Eu e minha esposa Narjara estivemos no Aniversário do Paulinho o ano passado. Legal saber que você é doutor em Linguística. Eu nem sabia e estava lá declamando qualquer coisa perto de um Doutor em Linguística – em tempo de passar vexame. Sem querer abusar, de repente me ajuda a tirar o livro da gaveta e publicar.

    Um abraço.
    Antonio Luiz Boechat

    Leny disse:
    27/02/2009 às 12:37

    Olá Sérgio!!sou amiga da professora Vanúbia Moncayo e ela me deu ótimas referências a seu respeito.
    Sou aluna de Letras na Unip e tenho objetivo de me formar e ser professora universitária na área de Literatura.
    Obrigada pelo trabalho publicado.

    Leny

    Miracy Miranda disse:
    03/06/2009 às 00:30

    Ola professor.
    Obrigada pelas mensagem ou melhor pelos textos.
    Sempre bons, e continue escrevendo. Gosto dos seus textos quando falam de educação,não gosto dos relacionados a politica.
    Seus textos são esclarecedores ,quando relacionados a linguagem ,linguisticas e outros temas, nos ajudam , a pensar temas para redação com nossos alunos.
    Uma sugestão de texto,sobre à avaliação dos alunos de 9 ano,o qual será em novembro. O governo quer uma boa aprovação ,e obriga os professores a aprovar alunos sem nenhuma qualificação. São analfabetos funcionais,tudo por uma verba extra.

    Um abraço.

    Da sua eterna aluna Miracy.

    Orlando Silva disse:
    06/09/2009 às 21:55

    Olá Professôr Sérgio Freire:

    Sou engenheiro e tenho uma empresa de software, isto mesmo, fabricamos software neste país. Não é fácil mas vamos em frente. Conhecí seu weblog e achei legal. É bom este tipo de contribuição.
    Um abraço.
    Meu site é este aí. Trabalhamos com conceitos inovadores e se voce tiver curiosidade é bem vindo.
    Orlando

    Luiz Carlos Martins de Souza disse:
    03/06/2010 às 17:08

    olá professor, eu tenho uns bodós na geladeira e queria saber se o senhor que passar aqui no flutuante pra gente fazer uma bodozada…

    parabéns pelo site!

    abr

    antony bentes disse:
    14/07/2010 às 15:56

    Olá professor, sempre acompanho seus escritos. Você contextualiza de forma excelente, parabéns… vc deveria escrever mais a cerca do cotiadiano manauara tipo politica e educação.

    abraços

    Fany disse:
    08/09/2010 às 22:11

    Um grande conhecedor. Assim podemos dizer.
    Cultura faz parte de você.

    Jane Crespo disse:
    13/10/2010 às 12:57

    Oi Serginho! Dificil te chamar de Dr. pois, para mim, vc vai ser sempre aquele colega do CPPS agitadinho, irmão do Paulinho que sempre deixava a turma de alto astral. Adorei te encontrar nessa loucura que é o mundo da internet. Grande bj e parabéns pelas conquistas!!!

    Mônica disse:
    12/11/2010 às 09:20

    Professor…e as poesias?

    ronaldo disse:
    17/12/2010 às 19:47

    sergio adoro figuras de linguagens..

    bruna thayana disse:
    14/03/2011 às 10:48

    queria ter essa facilidade pra escrever como o senhor tem…

    linda disse:
    30/08/2011 às 03:56

    Não entendo absolutamente nada de linguagens, porem, amei seus textos. Parabéns!

    Silvia Regina Goulart disse:
    07/10/2011 às 21:48

    A expressão pela fala é abrangente, pois nada escapa dela. Parabéns! Adorei ler o que você escreve.

    Thaís Spínola disse:
    23/02/2012 às 18:46

    Olá

    Sou graduanda da UFRJ, em Artes Visuais, e gostaria de citá-lo em um artigo meu, mas não sei qual é o ano de edição do seu “Discurso Pedágógico”, homenagem sua à professora Eni Orlandi.

    Se pudesse me informar, seria ótimo. Gostei bastante deste artigo em particular.

    Obrigada.

    Juliana disse:
    18/02/2013 às 00:35

    Olá professor!
    Sinceramente, encontrei seu blog por acaso, estava à procura de uma imagem de escafandrista. Aliás, coincidentemente ia associar meu texto à música do Chico.
    Utilizei a foto que aparece no seu blog, ela se encaixava perfeitamente no que eu estava pensando. É de uma delicadeza! Como também sou revisora, deixei a imagem creditada ao seu blog e fiz uma observação no final do meu texto. Espero que não se incomode.
    A partir de agora vou seguir seu blog, adorei seus textos.

    Um abraço!
    Juliana

    Josué Santiago Carvalho disse:
    05/04/2016 às 16:36

    Boa Tarde professor! Os alunos do 3º ano U e 4º ano A da Escola Municipal Luiz Freire de Oliveira BR 174, KM 18, farão uma homenagem a você pela Semana da Literatura Amazonense no dia 08/4/2016 aprtir das 8h, SALVE O AMAZONÊS!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s