Discografia

Um Cd para ouvir sempre

Postado em Atualizado em

BROTHERS IN ARMS, do Dire Straits

Quinto disco do Dire Straits, Brothers in Arms fez sucesso por aqui em 1986. Tem as seguintes faixas:

So Far Away
Money for Nothing
Walk of Life
Your Latest Trick
Why Worry
Ride Across the River
The Man’s Too Strong
One World

Brothers in Arms

Todas são do Mark Knopfler. “Money for Nothing” é dele e do Sting, que faz uma participação. Não tem como eu não ouvir isso sem voltar no tempo e lembrar até do cheiro de mato do campus universitário naquele que foi meu primeiro ano de faculdade. “So Far Away” me lembra as aulas de filosofia do Bosco Araújo. O sax de “Your Latest Trick” me faz tremer as carnes de nostalgia. O solo de teclado de “Walk of Life” lembra realmente o novo estilo de vida que se fundava na cabeça de um garoto de 17 anos com as leituras de Henry Lefevre em Sociologia. E “Brothers in Arms”, bem… só ouvindo de novo. Vou lá agora.

Um cd para ouvir sempre…

Postado em


Thriller
, de Michael Jackson.

Lançado em 1982, mas fez sucesso aqui em 1983. Tem as seguintes faixas:

1. Wanna Be Startin’ Somethin’
2. Baby Be Mine
3. The Girl is Mine (com Paul McCartney)
4. Thriller
5. Beat It
6. Billie Jean
7. Human Nature
8. P.Y.T. (Pretty Young Thing)
9. The Lady In My Life

Ouço esse Cd e lembro do meu segundo grau, no Colégio Preciosíssimo Sangue. 1983 foi o ano em que comecei a fazer magistério. Nunca gostei muito de Wanna Be Startin’ Somethin’. Sempre pulava essa faixa. Começava a ouvir o cd – na época vinil – da faixa 2. The Girl is Mine é fantástica. Faz parte da época em que o Paul McCartney fez umas dobradas com o Michael Jackson. Dessa parceria nasceu a também marcante Say, say, say. Thriller marcou época. Beat it me lembra do jornalzinho que eu fazia no colégio que trazia letras de músicas, o Algo Novo. Billie Jean me lembra a Aldeíza, uma menina que eu paquerava e que dançava essa música na sala ao lado da sala em que eu jogava futebol de mesa, no Centro Social Urbano do Parque Dez. Nunca rolou nada. Depois descobri a gravação fantástica do Caetano para essa música. Human Nature é o tipo de música que eu gosto. Sempre foi minha preferida no Cd. P.Y.T. nem cheira nem fede. E The Lady in My Life é gostosa de ouvir. Discografia básica. Para constar: Thriller é o álbum mais vendido de toda a história da música: 140 milhões de cópias. Comprei o CD em 1989 ou 1990 do Reinaldo, professor amigo meu que estava indo embora e vendendo tudo que tinha. O bolachão foi junto com todos os bolachas, doados não me lembro para quem.